Você está aqui
Home > Capela São João XXIII > Quem foi o Papa João XXIII

Quem foi o Papa João XXIII

Nascido na Itália em 25 de novembro de 1881 e batizado de Angelo Giuseppe Roncalli, o Papa João XXIII cresceu em uma família religiosa e de vida paroquial intensa. Mesmo tendo um pontificado curto, de cerca de cinco anos, o Papa João XXIII promoveu grandes realizações; a maior delas certamente foi a convocação do Concílio Vaticano II, uma renovação da Igreja Católica.

Eleito Papa aos 77 anos, em 28 de outubro de 1958, após um conclave que durou quatro dias e teve 11 votações, adotou o nome de João XXIII  e explicou: “Eu escolho João… um nome doce para nós, pois é o nome do nosso pai; querido para mim, porque é o nome da humilde igreja paroquial onde fui batizado; o nome solene de inúmeras catedrais espalhadas pelo mundo, incluindo a nossa própria basílica. Vinte e dois Joãos de legitimidade indiscutível tivemos, e quase todos tiveram um breve pontificado. Nós temos preferido esconder a pequenez do nosso nome por trás desta magnífica sucessão de Romanos Papas”.

Da Ordem Franciscana Secular, João XXIII escreveu oito encíclicas, permitiu a modernização da vida no Vaticano, o rejuvenescimento do Colégio Cardinalício e a intensificação das relações diplomáticas do Pontificado com os líderes políticos mundiais.

Morto em junho de 1963 em decorrência de um câncer, o Papa não viu o término do Concílio Vaticano II.  Ficou conhecido por o Papa Bom por seus gestos e palavras. Além de simples e alegre, também era brincalhão. Um dia, visitando uma paróquia de Roma, ouviu uma senhora dizer: “Nossa, como ele é gordo!” Simplesmente lhe respondeu: “Minha senhora, o conclave não é um concurso de beleza”.

João XXIII sucedeu Pio XII, que o havia nomeado cardeal em 1953, e foi sucedido por Paulo VI. Em 2013, o Papa Francisco assinou o decreto que autoriza a santificação de João XXIII em um processo singular por conta do não cumprimento do requisito do segundo milagre. O reconhecimento da cura milagrosa da religiosa italiana Caterina Capitano promoveu sua nomeação como beato. Caterina esteve a ponto de morrer por uma peritonite aguda e conseguiu sobreviver após pedir a João XXIII.

Artigos similares

Topo