Você está aqui
Home > Notícias > Casa de Apoio busca recursos para ampliar atendimento à comunidade

Casa de Apoio busca recursos para ampliar atendimento à comunidade

Com aulas de artesanato, dança, música e terapias alternativas, grupo de Irmãs necessita de ajuda financeira e humana para manter espaço

Capacitar. Este é o objetivo da Casa de Apoio Maria Gertrudes, localizada no Jardim União da Vitória, zona sul de Londrina. O local, que é administrado pelas Irmãs Salesianas Missionárias de Maria Imaculada (SMMI), funciona há onze anos como um espaço para trabalhar o corpo e a mente.

A Congregação das Irmãs Salesianas, originária da França, veio para o Brasil em 1999 por convite de Dom Albano Cavallin. Instalando-se em Londrina e posteriormente em Cambé, as Irmãs preferiram por trabalhar no União da Vitória pela sua precariedade social. “Quando chegamos na cidade sentimos a necessidade de capacitar os jovens e adolescentes daqui do União da Vitória”, destaca a Irmã Pushpa Susaiappan.

No início, a Congregação atuava nas casas, levando comunhão aos doentes, auxiliando o trabalho das pastorais, coroinhas e também no ensino da catequese. Com a aquisição de um espaço, em 2006, o trabalho se expandiu e as Irmãs fundaram uma casa de apoio nomeada Madre Maria Gertrudes, um dos nomes mais importantes da Congregação.

O espaço é simples, mas acomoda muitas pessoas. A casa oferece mais de 20 cursos, dentre eles os de pintura, corte e costura, crochê, além de aulas de violão, bateria, informática, balé, inglês, francês e aulas de reforço escolar. Para dar conta de tamanhas atividades, hoje a Casa possui cerca de 45 voluntários, vindos de diversas Paróquias de Londrina, que atendem de segunda a sábado aproximadamente 600 pessoas da comunidade vizinha.

As atividades que trabalham a parte motora dividem espaço com trabalhos mentais e espirituais. A Irmã Pushpa, que é especializada em assistência social-médica e psiquiatria, oferece uma série de terapias alternativas, que visam combater as dores e o estresse. “Muita gente vêm com ferimentos por dentro, com depressão e precisam trabalhar a mente”, diz Pushpa, natural da Índia. Entre as terapias, destacam-se a aromaterapia, a massoterapia, a auriculoterapia e a Sujok – uma terapia coreana que trabalha pontos correspondentes nas mãos e pés. Junto disso, a Irmã também trabalha com ações de aconselhamento, encaminhando os necessitados para consultas com psiquiatras.

Necessidade

A casa de apoio depende da boa vontade de voluntários e de doações. Com um iminente crescimento ao longo de seus onze anos de existência, o espaço conta com um gasto fixo mensal de R$ 1.500,00, divididos entre aluguel e despesas de água e energia. Pushpa comenta que as maiores necessidades são produtos de limpeza e alimentos como leite, café e bolachas para serem servidos aos alunos e voluntários nos intervalos das atividades. Materiais como lápis de cor, giz de cera, tintas guache e cadernos também estão na lista de necessidades, assim como um datashow, que auxiliaria na didática das atividades como as aulas de informática.

Fora as necessidades materiais, a irmã aponta a falta de mão de obra humana. “Precisamos com urgência de uma professora de balé, devido a grande procura da comunidade, e também de psiquiatras, neurologistas e dentistas que possam realizar atendimento voluntário para os pacientes que foram encaminhados a nós”, completa. 

Como não há uma garantia fixa de doações, o local realiza todos os sábados bazares com os produtos advindos de doações, como brinquedos, roupas e sapatos. No próximo dia 17 de agosto (quinta-feira), a partir das 15 horas, a Paróquia São Vicente de Paulo realiza um chá-bingo em prol o espaço. As cartelas estão sendo vendidas no valor de R$ 20. Entre os prêmios principais estão uma TV LED 32 polegadas, e utensílios de cozinha, como uma panela elétrica, um espremedor de frutas e um liquidificador. Todo o valor arrecadado será destinado à casa de apoio Madre Maria Gertrudes.

Para o futuro, a Irmã Pushpa pretende contar com um espaço próprio e maior do que o atual. “Queremos um espaço nosso e que acomode melhor nossos pacientes das medicinas alternativas, e também para realizar atividades ao ar livre com as crianças”, finaliza.

A Casa de Apoio Madre Maria Gertrudes fica na Rua dos Cozinheiros número 952, no Jardim União da Vitória. Dúvidas sobre ajuda voluntária ou financeira pelo telefone (43) 3341-5280 e (43) 9 9840-5463.

Por Edson Neves

 

Chá-bingo São Vicente de Paulo (em prol da Casa de Apoio Madre Maria Gertrudes)

Data: 17/08/2017 (quinta-feira)

Horário: a partir das 15 horas

Valor: R$ 20 a cartela

Endereço: Paróquia São Vicente de Paulo – Avenida Madre Leônia Milito, 545, Parque Guanabara, Londrina / (43) 3341-0342

Prêmios principais:

1º Prêmio – Uma TV LED 32’’

2º Prêmio – Uma panela elétrica de arroz

3º Prêmio –  Um espremedor de frutas e sanduicheira

4º Prêmio –  Um violão

5º Prêmio – Um liquidificador

 

Artigos similares

Topo