Você está aqui
Home > Notícias > Morre aos 98 anos o bispo mais velho do Brasil

Morre aos 98 anos o bispo mais velho do Brasil

Dom José Maria Pires completaria em setembro 60 anos de ordenação episcopal; Ele foi o primeiro bispo negro ordenado no país

Faleceu no último domingo (27) em Belo Horizonte (MG), Dom José Maria Pires, arcebispo emérito da Paraíba. Dom José tinha 98 anos e sofreu um mal-estar decorrente de uma pneumonia, vindo a falecer em um hospital da capital mineira. O seu lema episcopal era “Scientiam Salutis” (A Ciência da Salvação)

Nascido no dia 15 de março de 1919 em um distrito da cidade de Conceição do Mato Dentro (MG), Dom José entrou para o seminário com apenas 12 anos. Foi ordenado sacerdote em 20 de dezembro de 1941 e recebeu a sua ordenação episcopal em 22 de setembro de 1957, totalizando 70 anos de ordenação sacerdotal e 60 anos de episcopado, o que cabia a honra de ser o arcebispo mais velho (em quesito de ordenação) e o primeiro bispo negro do Brasil,

A sua vida religiosa foi marcada pela defesa dos negros, pobres e oprimidos. Dom José foi membro da Comissão Central da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), presidente da Comissão Episcopal Regional do Nordeste, e um dos poucos sacerdotes que participaram do Concílio Vaticano II, entre 1962 a 1965, evento convocado pelo então Papa João XXII e presidido por ele e pelo futuro papa Paulo VI, que discutiu, na época, a “atualização e a ação da Igreja” frente aos acontecimentos que estavam ocorrendo no período. O bispo emérito da Paraíba também se posicionou fortemente contra o fim da Ditadura Militar no Brasil (1964-1985), sempre com o exercício do diálogo. Mediou ainda conflitos por terra na Paraíba, estado em que foi arcebispo durante os anos de 1966 a 1995.

Como escritor, publicou em 2013 o livro “A cultura religiosa afro-brasileira e seu impacto na cultura universitária”. Dom José Maria Pires residia na Arquidiocese de Belo Horizonte há mais de 20 anos.

O sepultamento de Dom José Maria Pires está marcado para a terça-feira, dia 29 de agosto, em João Pessoa (PB).

Confira abaixo a mensagem do atual arcebispo de Belo Horizonte, Dom Walmor de Oliveira Azevedo

“Quero, de modo muito especial, agradecer a Deus por dom José Maria Pires na vida da Igreja. Bem sabemos da importância de sua presença, do seu testemunho e da sua luta pela defesa dos valores democráticos, pela justiça, pela paz e pela verdade. Agradecemos por dom José Maria Pires em Minas Gerais, um mineiro que honrou as raízes da sua cultura e da sua gente do Vale do Jequitinhonha.  E, de modo especial, agradecemos por mais de duas décadas de dom José Maria Pires na Arquidiocese de Belo Horizonte: sua presença foi sempre exemplar. Corajoso, disponível, indo às comunidades, se encontrando com os jovens, sendo presença nas paróquias, alimentando o coração de padres, sendo presença com a beleza do seu exemplo. Somos gratos a dom José, ele está agora na casa do pai“.

O Arcebispo agradeceu a dom José Maria Pires também “pela sua amizade, por seu testemunho evangélico, por seu trabalho evangelizador e missionário, por sua presença amiga, nos ensinando a nunca ter preconceitos e a superar todo tipo de discriminação pela força da simplicidade evangélica. No coração de Deus está dom José Maria Pires, também no coração da Igreja e no coração de cada um de nós”.

*Com informações da Arquidiocese de Belo Horizonte

Por Edson Neves

Artigos similares

Topo