I RETIRO PAROQUIAL DA SANTAS MISSÕES POPULARES
12 e 13 DE Março de 2016

Fez-se por meses um convite insistente à comunidade: “venham participar do I Retiro Paroquial das Santas Missões Populares.”

Neste final de semana, pudemos entender a razão de tudo isso, participando do Retiro.

Foi uma saudável sacudida que Jesus deu na São Vicente e suas comunidades – justamente em nosso Ano Jubilar (25 anos).

Por certo, foi o Espírito Santo de Deus que moveu a Igreja de Londrina a abraçar esta causa.

Sem a missão e Igreja fica fora dos trilhos…

O Retiro foi o grande resgate da missão na Igreja.

Não se trata de criar uma pastoral a mais, mas um grande convite para que toda pastoral seja missionária.

Lembrando que missão é ir ao encontro do outro, indo antes ao encontro de nós mesmos!

Nos convertendo, como a própria Quaresma nos propõe todos os anos.

Precisamos amadurecer interiormente esta mensagem e deixar que o Senhor nos inspire quanto aos caminhos a seguir.

Aos que não puderam ir, levemos a mensagem da missão com alegria, pois a missão continua…

E não é qualquer missão, mas “Missão do jeito de Jesus de Nazaré”, como diz Pe. Mosconi.

Por hora, então, escutemos o nosso silêncio interior, lugar onde o Senhor nos fala.

Segundo as palavras de nosso pastor Padre Rafael, que após o retiro exultou: “O Espírito Santo se fez presente em nossa comunidade neste final de semana”.

Pela fé, acreditamos que na eternidade participaremos de um grande banquete, de uma belíssima festa.

No Retiro deste final de semana, antecipamos um pouco dela!

Texto publicado no site da Arquidiocese de Londrina sobre o Retiro Paroquial das Santas Missões Populares
12 e 13 DE Março de 2016

Nos dias 12 e 13 de março aconteceu na Paróquia São Vicente de Paulo o retiro paroquial das Santas Missões Populares. O evento reuniu cerca de 900 pessoas que buscaram a compreensão da nova forma de igreja. O sábado, 12 de março, foi marcado pela espiritualidade. O pároco da São Vicente de Paulo, José Rafael Solano, destacou a importância de cada missionário dizendo que eles são as pedras vivas do Reino de Deus, “discípulos e discípulas de Cristo ressuscitado”. Padre Rafael também pediu por uma igreja viva, sem tanta distância, “leve Jesus para dentro da sua casa”, disse ele. Outra questão enfatizada pelo padre foi a participação das crianças e jovens nas SMP, porque eles são o futuro da igreja. No meio da tarde, o arcebispo de Londrina, Dom Orlando Brandes fez uma visita aos paroquianos missionários. Em sua conversa ele pediu que nessa jornada ninguém haja com negativismo e siga o conselho de Madre Leônia Milito: sempre avante e sempre para o alto. Dom Orlando elogiou também a participação dos homens nas santas missões populares. Disse que eles são o rosto de Cristo nessa missão.

A formação continuou com o coordenador dos grupos bíblicos de reflexão, Edivaldo de Souza e com o diácono Ricardo Magno. Ambos destacaram a importância das SMP. O diácono Ricardo fez a comunidade refletir sobre a vida missionária de Jesus Cristo, “Jesus viveu o anúncio e anunciou o que viveu”.

No fim da tarde, o padre Rafael Solano conduziu um momento belíssimo de oração com o Santíssimo Sacramento. Foi a entrega da vida de cada cristão presente no retiro.

O manhã de domingo, 13 de março, iniciou com música e oração. O coordenador dos grupos bíblicos de reflexão da paróquia São Vicente de Paulo, Edivaldo de Souza, mostrou a divisão da área geográfica da paróquia, que é uma das propostas das Santas Missões Populares. Cada setor missionário tem o nome de um padroeiro. A área da Paróquia São Vicente de Paulo e suas comunidades foi dividida em doze setores missionários, que receberam os nomes dos Santos Apóstolos: comunidade São Marcos, São Judas Tadeu, São João, São Tiago, Santo André, São Lucas, São Tomé, São Mateus, São Filipe, São Bartolomeu, São Paulo e comunidade São Pedro.

Na continuidade do retiro, a paroquiana Marly Pupim falou que a missão é direcionada a todas as pessoas, pobres e ricos, para àqueles que tem necessidades materiais e para àqueles que tem necessidade de amor. Ela destacou ainda as visitas como a forma de missão, porém, estas devem ser feitas com amor e vontade.

O padre Joel Ribeiro, que foi pároco da São Vicente de Paulo, presenteou a manhã de domingo com sua presença. Ele dirigiu palavras de incentivo e apoio aos missionários.

No final do retiro, os organizadores agradeceram a todos pelo belo encontro. Declararam que os dois dias superaram todas as expectativas. O coordenador do CPP, Luiz Baldo, escreveu aos coordenadores das pastorais e movimentos da São Vicente de Paulo: “Fez-se por meses um convite insistente: venha participar do I Retiro Paroquial das Santas Missões Populares. Neste final de semana, pudemos entender a razão de tudo isso, participando do Retiro. Foi uma saudável sacudida que Jesus deu na São Vicente e suas comunidades – justamente em nosso Ano Jubilar. Por certo, foi o Espírito Santo de Deus que moveu a Igreja de Londrina a abraçar esta causa. Sem a missão e Igreja fica fora dos trilhos… Não se trata de criar uma pastoral a mais… mas um convite para que toda pastoral seja missionária. Precisamos amadurecer interiormente esta mensagem e deixar que o Senhor nos inspire quanto aos caminhos a seguir. Aos que não puderam ir, levemos a mensagem da missão com alegria … pois ela continua… E não é qualquer missão, mas “Missão do jeito de Jesus de Nazaré”, como diz Pe. Mosconi”.

Carol Thomaz de Aquino

Apresentações e Tarefas

Fotos do 1º Retiro Paroquial

Depoimentos

“O Retiro foi uma benção. Parabéns pela organização e empenho. Deus seja louvado.”

Sueli

“Parabéns aos organizadores do retiro. Foi maravilhoso.”

Maria

“Parabéns Edivaldo e toda do organização do Retiro das SMP … evento fantástico… muito obrigado por tanta dedicação..”

Paulo

“Nota 10 10 10 10.”

Dedé – Catequista

“Emocionante está sendo este Retiro”

Ranoica

“Que benção! Deus é fantástico”.

Lúcia

“Querida Tania e membros da Organização das SMP.
O Retiro foi rico de gracias e muito animado. Foi bem aproveitado e dará frutos.
Que São Vicente de Paulo bendiga o querido Padre Rafael e todos vocês.
Minhas orações e abraços fraternos.”

Madre Tarcisia Gravina MC